Dando sequência às medidas para melhorar a segurança e organização da cidade, a Prefeitura de Cambé iniciou a implantação da fiscalização de trânsito com novos agentes e equipamentos de fiscalização eletrônica. Inicialmente, estarão em atuação seis agentes municipais de trânsito, que foram aprovados em concurso em 2023 e terminaram recentemente o treinamento obrigatório de mais de 200 horas, sendo parte da preparação para o início das atividades de fiscalização. Agora, os profissionais participam de campanhas educativas e de orientação com a população, para só então iniciar, de fato, a fiscalização nas vias municipais.

Paralelamente, um trabalho de educação de trânsito terá início nas escolas municipais, com a distribuição de uma “mini-multa” para os alunos aplicarem em pais que cometerem deslizes ao volante como forma de levarem a discussão sobre segurança no trânsito para dentro de casa.

Ao mesmo tempo, a fiscalização eletrônica também começará a ser implantada. Estão em instalação equipamentos de fiscalização de avanço de sinal vermelho, avanço sobre a faixa de pedestres, conversão irregular e excesso de velocidade. Ao todo, os dispositivos serão instalados em 18 pontos da cidade escolhidos através de um estudo técnico, verificando os locais de maior índice de acidentes, acidentes graves e mortes. Apenas em 2023, 12 pessoas perderam a vida em acidentes de trânsito em Cambé.

O secretário de Governo, Frederico Ferreira, explicou que os equipamentos instalados ainda atuarão na segurança pública e melhoria da mobilidade urbana. Eles serão integrados a um sistema de processamento de imagens e controle e gerenciamento de informações do trânsito. Isso visando a melhoria das condições do tráfego, já que irá servir como base para a indicação de mudanças na sinalização de trânsito, oferecendo maior segurança para pedestres, motoristas e ciclistas.

“Como os equipamentos de fiscalização também farão o monitoramento do trânsito em tempo real, eles serão utilizados para coibir práticas delituosas. Isso através de um sistema que registra a placa do veículo e faz o reconhecimento de carros roubados, furtados, em fuga, em sequestros, entre outros delitos”, disse.

O prefeito Conrado Scheller destacou a importância da medida para o desenvolvimento da cidade. “Cambé está em franco desenvolvimento e para continuar crescendo e sendo referência na região precisa de segurança e organização e o trânsito passa por isso. Precisamos deixar nosso trânsito mais seguro e salvar vidas. Para isso, ele precisa estar organizado, com o cumprimento das leis de trânsito”, destacou Conrado Scheller.

O município de Cambé tem hoje uma frota de 74 mil veículos. Somente em 2023, o município registrou 484 acidentes de trânsito. Desses, 607 pessoas foram vítimas, entre ilesas, com ferimentos leves, moderados, graves e mortes.

 

Adoção de medidas para redução de acidentes e esforços para redução de velocidade automotiva

Frederico Ferreira, ressalta que a utilização dos equipamentos de fiscalização eletrônica e dos agentes de trânsito não são as primeiras nem as principais iniciativas para a redução dos acidentes de trânsito na cidade. “Ao longo dos últimos anos, foram adotadas todas as medidas de engenharia possíveis como construção de calçadas, meios fios, melhorias na pavimentação das vias, instalação de lombadas físicas e investimentos na sinalização horizontal e vertical. Mesmo com estas ações, o número de acidentes aumentou e observou-se a necessidade da implantação de fiscalização”, destaca.

Danaê Fernandes, secretária de Segurança Pública e Trânsito, relatou que o hábito de trafegar em alta velocidade nas vias urbanas também é um grande problema e representa não apenas uma violação das normas de trânsito, mas também um comportamento que acarreta consequências significativas para a segurança e qualidade de vida nas cidades. “Esse mau hábito, muitas vezes associado à pressa e impaciência, aumenta consideravelmente o risco de acidentes de trânsito, danos mais graves aos veículos envolvidos e perigo iminente para ocupantes e pedestres”, pontuou a secretária.

Para combater o mau hábito da velocidade excessiva dos motoristas, Cambé também traçou uma estratégia integrada entre ações de educação no trânsito, monitoramento e fiscalização. Este ano, todas as instituições da rede municipal de ensino disponibilizarão cartilhas de atividades do Detran/PR, como forma de iniciar a educação de trânsito desde cedo. Ainda nas escolas, a equipe de agentes de trânsito já tem feito ações para aumentar a segurança e fluidez no embarque e desembarque dos alunos, nos horários de entrada e saída das aulas. E a Secretaria de Trânsito está se preparando para integrar o programa nacional de segurança viária chamado Laço Amarelo, onde haverá campanhas mensais de conscientização no trânsito.

Escrito por Vinicius Augusto Batista Eira

 

Compartilhe